segunda-feira, 27 de março de 2006

De volta a Cosmópolis

A semana foi muito cansativa. Não bastassem as mais de 50 horas semanais, eis que surgem as aulas na pós-graduação, ministradas aos sábados. Foi o que faltava para esgotar todas as minhas reservas de energia. Nem energia para jogar o sagrado futebol de sábado à tarde eu tive... Ao invés disso, dormi. Sim, dormi! Aliás, desmaiei.
Acordei cedo no domingo para irmos a Cosmópolis, visitar minha irmã e a Clarinha. A viagem foi extremamente tensa, já que ninguém conseguiu dormir temendo que eu também dormisse ao volante. Graças a Deus, conseguimos chegar bem. Após o almoço, regado a um macarrão delicioso que só minha irmã sabe fazer, caí na cama e desmaiei. Foram quase duas horas sem saber onde eu estava, totalmente fora do ar.
Fiquei um pouco chateado, pois não tive pique para brincar com a Clara. Ela gosta muito de correr, mas creio que se tivesse corrido mais um pouco, teria dormido ali pelo chão de cimento mesmo...
Para comemorar o aniversário do vovô Milla, que havia sido no sábado, minha irmã fez um bolo e colocou umas setenta velinhas, para lembrar a idade dele. O mais divertido foi ver a Clarinha tentando apagá-las.
Na volta, senti-me um verdadeiro motorista. Sem sono, consegui conduzir o carro do vovô de volta sem nenhum arranhão e ainda deu tempo de encontrar-me com a Débora, que não pôde ir conosco para ficar cuidado de sua mãe, com problemas de saúde.
É, com uma vida corrida desse jeito, estou começando a achar que sou o Superman disfarçado...

Nenhum comentário: