sábado, 4 de março de 2006

Dia de planejamento escolar - parte 2

A garganta está seca. Estão todos me olhando, prontos para ouvir o que eu tenho pra dizer. Sinto meu coração disparar. Agora não tem volta. Finalmente todos vão ficar sabendo o que eu guardei comigo desde que cheguei aqui, em novembro de 2004. Respiro fundo...
"Estudei em escola pública de 1983 até 1992. A escola daquela época era bem diferente da que encontramos hoje. Os alunos daquela épcoca eram bem mais pacatos que os de hoje. O professor era temido pelos alunos. Havia uma distância enorme entre professor e aluno. Professor era professor, aluno era aluno. Cada um na sua, sem se misturarem. Quando retornei à escola pública em 2004, agora como professor, deparei-me com uma realidade totalmente diferente. Os alunos são muito mais falantes e agitados e, para minha surpresa, desejam se aproximar mais dos professores. Notei que eles não querem professores autoritários. Pelo contrário: precisam muito de sentir que há um amigo lá na frente da lousa.
Mas havia dois grandes problemas. O primeiro deles é que eu havia passado seis anos de minha vida estudando muito e ali, no ensino médio, jamais poderia ensinar o que havia aprendido... Pior: nem na faculdade eu tive oportunidade de ensinar o que eu aprendi. Cheguei à conclusão de que tudo o que estudei vai ficar comigo. Ninguém se interessa por aquilo!
(to be continued...)

Nenhum comentário: