domingo, 27 de agosto de 2006

Mudança de rumo?

Quinta-feira foi um dia em que passei praticamente o tempo inteiro refletindo sobre o melhor caminho que devo seguir no que diz respeito à minha vida profissional. Percebi que há alguém lá na USP de Ribeirão, um antigo colega de pós-graduação, que está tentando “tirar-me da corrida” jogando o carro dele em cima do meu. Em outras palavras, o cara está literalmente puxando o meu tapete. Não gosto de enxergar as coisas por este ângulo, pois sempre tentei ver o lado bom das pessoas. Contudo, amigos que eu quero muito bem, e que são puros de coração, também tiveram a mesma impressão que eu. Pois bem. Não sei se estou disposto a travar uma luta por uma vaga em uma universidade pública com pessoas tão mesquinhas e falsas como aquele cara. Fico enojado só de pensar que o camarada bate nas minhas costas e sorri, como se eu fosse o melhor amigo dele... No colégio, as aulas no período noturno foram excelentes. Não, não estou me referindo à qualidade do conteúdo que transmiti, que está a galáxias do que eu teria condições de ministrar, mas não o faço justamente pela falta de tempo... O fato de não ter tempo para estudar, seja lá que assunto for, é o que mais me incomoda ultimamente. Felizmente (ou deveria dizer infelizmente?) estou aprendendo a lidar com este problema e não tenho ficado tão irritado como no ano passado, nesta mesma época do ano passado. Tive pulso firme para lidar com uma classe do 3o. ano. Curiosamente, este pulso firme não veio através de gritos com os alunos nem tampouco tem a ver com qualquer alteração de voz para com alguns alunos. Pedi para que alguns alunos mudassem de lugar e que, caso não estivessem interessados na aula, que dormissem. Foi muito bom perceber que tenho o respeito deles. O tema da aula ministrada no 1o. ano do ensino médio foi... Drogas. Embora seja um conteúdo totalmente fora da seqüência do programa, parei a aula para “trocar umas idéias com os manos”. Praticamente todos os jovens daquela sala fumam (ou fumaram) maconha e acham que não há mal nenhum nisso. Para chamar-lhes a atenção, disse que fumar maconha é a mesma coisa que exercitar um músculo, como por exemplo, o bíceps. No início, poucos quilos são suficientes para levá-lo à exaustão. No entanto, para que o músculo cresça, é necessária uma carga mais forte. Em outras palavras: a maconha é só o início, é o prato de entrada para o crack e a cocaína, drogas muito mais fortes. A maioria deles ficou prestando atenção, em silêncio. Levando-se em conta que aquela sala é uma das mais falantes do período noturno, saí satisfeito e com a sensação de ter feito a minha parte. Na última aula, em um 2o. ano, fui recebido à porta da sala com uma revista voando, que não necessariamente foi jogada com a intenção de acertar-me. Olhei para o chão e vi uma grande quantidade de papeis espalhados pelo chão. “Gente, como é que vocês conseguem ter aulas no meio de tanta sujeira? Vamos varrer o chão e deixar as carteiras organizadas para o pessoal que terá aulas no outro dia." Pedi também para que escrevessem dois papéis enormes e pregassem em vidros que estavam soltos da armação de metal do vitrô. Fiquei observando o cuidado e o capricho com que os alunos fizeram o trabalho. Eis mais um motivo para dar uma aula diferente. Ah, como eu queria ter tempo pra estudar e aprender mais...Por falar em tempo, vou dormir. Afinal, já faz um bom tempo que estou a escrever este post e já são quase 2h da matina!!!

Um comentário:

Adriene disse...

Nada como um dia após o outro hein Edu?!
Vê como as coisas melhoram?!
Nada pode ficar ruim pra sempre, a gente só tem que suportar e pedir a Ele que aprendamos um pouquinho com tudo isso...
Com esse indíviduo tbm vai ser assim...
Se for pra essa oportunidade ser sua, Deus não vai deixa-lo nem chegar perto de puxar o seu tapete, mas se nao for, não será só ele que vai impedi-la de acontecer... Ele vai fazer vir o dia bom novamente!
Não esqueça!
E eu quero um Edu de professor de química!!!!!
Assim provavelmente eu não vou passar tanto sono durante as aulas! haha

Bjoooo irmão da Hérica ^^

^C cuidaaaa
Até