segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Semana do saco cheio - parte 1

7h. Inicia-se hoje a tão aguardada semana do saco cheio. É uma semana em que não há aulas na universidade. Para mim, no entanto, não haverá descanso. Há um concurso pela frente e eu preciso estudar se quiser ser aprovado. É a chance da minha vida de realizar um grande sonho. Já liguei no colégio e comuniquei que não irei dar aulas esta semana. Seremos apenas eu e os livros. Como não viajarei para Franca esta semana, aproveitarei para dar uma “geral” no meu carro. Pobre coitado! Ele tem sido meu companheiro constante, e graças a Deus não tem me deixado na mão. Preciso cuidar dele. 8h. Estou no mecânico. O “Cidinho”, como costumamos chamá-lo, é bastante experiente e sabe tratar os seus fregueses. Peço-lhe que faça uma revisão no carro: trocar pastilhas e lonas de freio, limpar e regular o carburador. 8h25min. Estou em casa. Abro no notebook. Estou pronto para começar a estudar. Começarei pelas reações de adição eletrofílica. É um assunto extenso, mas que não é tão estranho para mim. Tentarei estudar também acidez e basicidade. 15h. O Cidinho me liga. Disse que houve um pequeno problema e que precisa falar comigo. 15h15min. Estou na oficina. O Cidinho introduz um aparelho na saída das velas do motor e disse que não há pressão suficiente no último cilindro. “O que significa isso?”, perguntou-lhe, solicitando que seja mais “didático”. “Seu carro está trabalhando com apenas 3 cilindros. Vamos ter que retirar o cabeçote”. Agora sim ficou tudo muito claro! É a mesma coisa que dizer: “Coloque a mão no bolso, parceiro; isso vai ficar caro pra caramba!” Ligo para o papai, sem saber o que fazer. 15h28min. O papai chegou. Parece afoito, meio apreensivo. Na verdade, deve estar preocupado e vai logo pedindo que o Cidinho lhe explique qual é o verdadeiro problema. Ao entender a situação, o papai dá sua opinião. Olha pra mim e diz: “Ta vendo, filho? A gente devia ter retirado o cabeçote aquele dia. Mas você quis economizar... “ E já na seqüência, dispara: “Cidinho, pode tirar o cabeçote. Nós vamos fazer a coisa certa desta vez.” 16h. Papai e eu estamos na retífica. Ele conversa com o Walter, o dono da retífica, e deixa tudo acertado para amanhã de manhã. “Amanhã de manhã?” – penso eu – “mas e o meu concurso? Preciso estudar...” Ao contrário do que eu pensava, esta semana será para eu ficar de saco cheio.

Nenhum comentário: