domingo, 23 de março de 2008

Ressurreição

Voltei. Estive ausente por uns tempos, em uma longa e exaustiva batalha comigo mesmo. À meia dúzia de leitores que incansavelmente visita este blog à procura de histórias ou de notícias minhas, peço desculpas pela minha ausência. Eu estava esperando um dia que fosse plenamente feliz para “ressurgir”. Eis que ressurgi no dia da ressurreição – a Páscoa. Certamente este foi provavelmente o melhor dia de 2008, e há um fio de esperança que me diz que tudo será diferente a partir de hoje. É como se o ano começasse hoje. Consegui retornar definitivamente para o seio de minha família e encontrar o equilíbrio entre as atividades profissionais e o convívio familiar. Hoje reunimos a família - ou a parte dela que mais amo. Eu não poderia ter uma “desculpa” melhor para voltar a este blog que não fosse registrar minha felicidade por ter meus pais, meus avós, minha tia, minha irmã e minha querida Clarinha aqui comigo. Aproveitei cada segundo de minha última Páscoa morando com meus pais. Enquanto celebramos a Páscoa, meu avô paterno estava internado com sérios problemas de saúde. Suspeita-se de câncer. Um dos médicos disse que ele se propagou da próstata para o abdômen. Já um outro médico diz que se trata de uma bactéria que está se multiplicando e tomando conta do corpo dele. Seja o que for, a situação é grave. Tenho ido visitá-lo desde sexta-feira e lhe dedicado o amor que dele nunca recebi. Ele sempre foi ausente e pouco carinho e atenção nos deu ao longo da vida. Hoje, porém, ele parece ter grande respeito por mim, pois sou um dos poucos netos que pára para ouvi-lo. Hoje eu o senti bem melhor. Presenteei-o com um chocolate. Ontem dei-lhe um beijo. Ele me olhou com espanto, já que ele jamais me deu um abraço. É a minha tentativa de ser um bom neto. Espero que não seja tarde demais e que ele continue em recuperação - eu o tenho sentido mais disposto e feliz desde que passei a visitá-lo... Neste dia de Páscoa comemoramos a ressurreição de Jesus Cristo. Que Ele possa ressuscitar em todos os corações, assim como hoje eu O tenho ressuscitado no meu.

Nenhum comentário: