terça-feira, 5 de agosto de 2008

O que está acontecendo?

Domingo, 3 de agosto. São 9h da noite. Estou no sofá de casa, ao lado da Débora. Não é o sofá de couro da casa do papai e da mamãe. É o sofá da “nossa” casa. Estamos jantando, assistindo ao Pânico da TV!, programa que outrora tanto criticávamos e que agora nos atrai a atenção. Sim, muitas coisas novas estão acontecendo. Estou casado. Tenho por esposa uma mulher linda, inteligente, simpática e por quem sou apaixonado desde o primeiro olhar. Moramos na casa que sonhamos, para a qual dedicamos os últimos cinco anos de nossas vidas. Estamos sentados no sofá que tanto cobiçamos na vitrine das lojas. Estou empregado, ela também. Nossas contas estão em dia. Nossos pais estão saudáveis. Estamos apaixonados. Tudo está perfeito. Olho para a televisão. De repente, tenho a impressão de que ela está se mexendo. Olho para os lados. Tudo está se mexendo, oscilando em torno de um ponto central. Não consigo fixar a visão. Peço que a Débora leve o prato de comida que acabei de devorar. Não quero que ela se desespere, acho que vou controlar isso. Não deve ser nada. Mas a sala toda parece que começa a girar também. Não, eu não bebi nada alcoólico. Aliás, eu nunca bebi nem fumei. Então eu me deito no sofá. Parece que estou em uma roda gigante. Sempre soube que o mundo dá voltas, mas jamais desejei dar voltas junto com ele. O que será isso, meu Deus? O que está acontecendo comigo?

Nenhum comentário: