sábado, 31 de dezembro de 2011

Retrospectiva 2011


2011 foi um ano muito especial. Profissionalmente, foi um ano muito intenso. Embora não tenha sido tão produtivo quanto 2010, consegui fazer de tudo um pouco e sobreviver às exigências diárias de uma instituição de ensino privada. Dei mais alguns pequenos passos em minha carreira acadêmica, mas que podem ser considerados como muito importantes. Há, obviamente, muitas coisas que eu gostaria de ter feito e algumas pessoas com as quais ainda me sinto em débito. No entanto, o sentimento de ter falhado no momento não chega a incomodar ou preocupar, principalmente porque dediquei a mim o tempo que em outras épocas eu dedicaria a realizar estas tarefas. Há 10 meses iniciei minha jornada para me fortalecer fisicamente, principalmente por causa da coluna e do joelho, e venho colhendo ótimos resultados. É óbvio que ir à academia toma-me mais de uma hora diária, que eu poderia dedicar ao trabalho, porém neste sentido, estou orgulhoso de mim mesmo por ter me mantido firme na meta que estabeleci de cuidar mais de minha saúde. De fato, as dores no joelho direito (cujos ligamentos foram rompidos em janeiro) e na coluna estão cada vez mais raras. Tenho me sentido menos cansado, e por que não dizer, mais feliz. Fiz também cirurgia para correção de miopia no início dezembro (agora você sabe, caro leitor, o motivo pelo qual nenhuma postagem nova foi escrita neste período...), e apesar das semanas sem decifrar letras pequenas, estou satisfeito com o resultado até agora.

No entanto, qualquer coisa que eu escrever sobre 2011 não terá nenhum significado se comparado com o nascimento do Miguel. Meu filho, tão aguardado e sempre querido, veio ao mundo em 10 de maio, às 12h8min, fazendo transbordar de alegria o coração deste pai “babão” e de boa parte da família (não direi todos, pois alguns ainda não o conhecem e outros preferem olhar para outro lado). Concordo com o que os mais experientes dizem: tudo em nossa vida muda após a paternidade. Não apenas a rotina, mas principalmente o sentido da vida. Em resumo, posso dizer que 2011 foi o melhor ano de minha vida.

A você, caro leitor, que acessa periodicamente este blog, ou que chegou até ele por acaso através de alguma palavra-chave digitada no Google, gostaria de agradecer pelo interesse em ler as histórias que aqui escrevo, e desejar a você e aos seus muita saúde, amor, paz, alegrias e realizações em 2012. E não se esqueça: na virada do ano, não se esqueça de agradecer pelo ano que passou.

Nenhum comentário: