quarta-feira, 19 de setembro de 2012

As aventuras de Miguel - O banho de Coca-Cola

Setembro de 2012. Estou no supermercado. Pela primeira vez estou fazendo compras com o Miguel. Ele tem quase um ano e cinco meses, mas ainda não caminha. Para facilitar as compras e evitar de mantê-lo nos braços o tempo todo, eu o coloco sentado no carrinho de supermercado. Ele parece fazer a festa. Tudo o que ali coloco passa por suas mãos. É uma diversão só. À medida que vou passando pelos corredores do mercado o carrinho vai se enchendo e o espaço reservado para o Miguel vai ficando pequeno. Ele então se levanta e começa a brincar com uma pequena grade que fica na parte anterior do carrinho. Quando aberta, aquelas peças formam uma pequena cadeira, onde eu poderia tê-lo colocado sentado. Ele então descobre que ao mexer naquelas peças surge um barulho agudo engraçado.
Estou indo em direção ao caixa. Miguel está de pé brincando com a grade. De repente, uma das pontas da grade esbarra em uma garrafa de Coca-Cola que está no carrinho. A grade perfura a Coca-Cola, e devido à pressão, um jato enorme de líquido escuro jorra em minha direção. Em um segundo ou dois minha camiseta está grudando no corpo, completamente encharcada de Coca-Cola. Coloco a mão no jato, mas o que consigo fazer é apenas desviar o fluxo de gás e de Coca-Cola para o chão. Todos estão olhando, inclusive o Miguel. Olho para o seu cabelo. Pequenas gotas de Coca-Cola parecem ter sido borrifadas em seu cabelo. Ele me olha com carinha de quem não tá entendendo o que está acontecendo.
Após trocar a Coca-Cola danificada por uma outra, a moça do caixa pergunta se ele assustou. "Não, ele é tranquilo." E olhando para ele, digo: "Miguel, fala oi pra moça". Ele sorri e abana a mão pra ela. Sem eu dizer nada, ele leva sua mãozinha à boca e manda um beijo estalado para ela. "Aaaaah, que fofinho!", diz ela. "Miguel, o que foi que aconteceu com a Coca?", pergunto. Ele sorri. "Buuuuuuuuuuuum!" A moça se derrete. Ensopado, o único sentimento que me toma neste momento é o de imenso orgulho, felicidade e gratidão por poder passar tudo isso com meu filho.

Nenhum comentário: