domingo, 3 de março de 2013

O concurso - parte 1


Segunda-feira, 5h da manhã. Quando o despertador toca, jogo-me rapidamente da cama. Estou exausto, por isso não posso me dar ao luxo de apertar o botão “soneca” e dormir mais uns minutinhos. Hoje é um dia muito importante: o primeiro dia do tão aguardado concurso para uma vaga para ser docente da USP. Meu coração já está com o ritmo alterado. Tenho esperado tanto por este dia e me dedicado tanto... Nesta noite, por exemplo, foram apenas três horas de sono... Sigo então para o banheiro pra tomar um banho quente pra espantar o sono.
6h. Arrumo a bolsa, pego alguns livros e levo para o carro. Devo estar lá por volta das 8h, mas quero chegar mais cedo. Nunca se sabe o que pode acontecer durante uma viagem de carro. Imagine se, por uma ironia do destino, o carro quebra na estrada e eu não consigo chegar na hora? Sempre alguma coisa pode dar errado. Eu espero que não hoje.
7h. Chego à USP. Os estacionamentos estão vazios. Um dos funcionários, com um jato de ar, remove as folhas das árvores que se espalham pelo chão. Avisto uma funcionária, talvez da limpeza. Pergunto a ela se estou no lugar certo e ela diz que sim. Trocamos então algumas palavras, digo algumas coisas que a fazem rir e, em seguida, volto para o carro. Agora devo aguardar.
7h20min. Uma das candidatas estaciona o carro. Passa por mim, olha e segue em direção à cantina, que ainda está fechada. Em pouco tempo volta, aparentemente desapontada. Eu tenho a impressão de que a conheço. Desço e sigo em direção a seu carro. “Você não é a...?” Ela sorri. “Miller! Eu sabia que estava te conhecendo de algum lugar!” Ela abre a porta e me abraça. Está muito mais magra que quando a conheci – na verdade, sua circunferência está quase a metade de quando a conheci. Começamos então a falar sobre concursos e sobre o rumo que seguiram alguns colegas de pós-graduação.
7h40min. Uma outra candidata, também conhecida, se aproxima. A conversa segue bem, mas meu pobre coração está disparado. Foram feitas 11 inscrições. Um dos candidatos não virá, pois antes de sair a data deste concurso, ele prestou um outro e foi aprovado. Sabemos que ele não virá. Restam 10...
7h55min. Seguimos para a sala onde será realizado o concurso. Estamos em apenas cinco candidatos; eu sou o único homem. Todos nos conhecemos, fomos alunos na mesma época de pós-graduação. De repente, surge um moço de óculos e costeletas longas, leva a folha com nossas assinaturas e afirma que somos em apenas cinco. Se chegar alguém agora, não pode mais participar.
8h45min. Surge, enfim, a banca. Eles nos cumprimentam rapidamente e apresentam uma lista com os pontos que devemos estudar para amanhã de manhã. Entre eles está um que eu não havia estudado. Assinamos e vamos para casa. Amanhã é dia de retornar. Passarei o meu dia estudando esse maldito tópico... Como pude esquecer-me dele????
(to be continued...)

Nenhum comentário: