sábado, 2 de janeiro de 2016

Afaste o remorso!


         Meu pai sempre diz que um homem não é nada, pois não sabe de onde veio e não sabe pra onde vai. Mas não é só o começo e o fim das poucas décadas que aqui passamos que são enigmas. Qual a razão de estarmos aqui? Por que o término dessa existência é breve para alguns e repleto de sofrimento para outros?
Há muito tempo eu não parava para reflexões desta natureza. Embora na maioria das vezes não levem a lugar algum, quando não trazem apenas tristeza, esses momentos são importantes para mim. Às vezes as lembranças de entes queridos, avós, tios-avós, tios e amigos que partiram são indispensáveis para que se dê o devido valor àqueles que ainda estão conosco. As lembranças e as recordações, doces ou ruins, que teremos deles no futuro são construídas agora. Por isso, devemos aproveitar os momentos com as pessoas queridas ao máximo. Em tempos de relacionamentos virtuais, dos viciantes e alienantes whatsapp, facebook e twitter, é preciso abandonar o celular para dar um abraço ou dispensar seu tempo para estar ao lado das pessoas que você ama.
A vida, infelizmente para alguns e felizmente para outros, é muito curta. Não há tempo para raiva, ressentimentos, inveja ou vingança. Somente o perdão, a caridade, a tolerância e o amor devem predominar. Caso contrário, não haverá lembranças para guardar quando essas pessoas partirem. Só restarão o arrependimento e o remorso...

 

Nenhum comentário: