quarta-feira, 10 de maio de 2017

Papai sempre diz, com razão, que a única coisa boa que vem com a idade é a experiência. Ao longo da vida cada um de nós tem suas próprias experiências. Assim como meu pai teve as dele comigo, há cinco anos eu tenho o privilégio de ter as minhas com você, meu filho, e aprender com elas. Digo aprender porque há algumas verdades que um homem só aprende sendo pai. Como meu filho, você não apenas trouxe luz e alegria ao nosso lar e à nossa família, como também mudou a minha visão sobre o mundo e, acredite, sobre o meu próprio pai. Eu sempre amei meu pai, mas só fui entendê-lo depois que você nasceu. Deus te trouxe muito parecido comigo em diversos aspectos, e alguns deles me fazem olhá-lo pelos olhos de meu pai, mostrando-me as razões que o faziam preocupar-se comigo. Ao mesmo tempo em que aprendo, tenho a oportunidade de ensinar-lhe muitas coisas boas, desde as quatro palavras mágicas (por favor, obrigado, com licença e desculpa) e que não se deve jogar lixo nas ruas até assobiar ou estalar os dedos. Você é um filho muito educado e carinhoso e suas manifestações espontâneas de amor – você me faz desabar quando, do nada, me abraça, me beija e diz “Papai lindo!” – me deixam esperançoso quanto ao caráter do homem que você será um dia. Sei que, para isso, você não precisa de um pai que te diga o que é correto, e sim de um que seja exemplo. A cada dia eu procuro ser o melhor exemplo possível de pai, de esposo, de filho, de neto, de profissional e de amigo, na esperança de que você possa segui-lo. Você tem me proporcionado os melhores anos de minha vida, mas eles estão passando rápido demais – hoje você está completando cinco anos de vida! Que Deus continue abençoando seus caminhos e que você tenha muita saúde para continuar proporcionando a todos de nossa família esta experiência maravilhosa que é estar com você! Te amo, Miguel! Feliz aniversário!


Nenhum comentário: