quinta-feira, 18 de maio de 2017

Sobre os políticos

Eu não odeio políticos, embora não possa dizer que por eles tenho algum tipo de admiração ou respeito. O que abomino são sujeitos que, ao invés de representarem aqueles que os elegeram, manipulam o sistema em função de seus interesses pessoais. Nesses o gene do egoísmo é dominante e o fenótipo da corrupção, cedo ou tarde, irá manifestar-se, independente se a pessoa for líder sindical ou neto de ex-presidente. Mas o que mais me preocupa é a possibilidade de haver, de fato, uma identificação da população com esses sujeitos que são eleitos e de eles realmente os estarem representando no poder. Espanta-me o fato de a maioria dos brasileiros votar não pensando no país, mas no que vão lucrar se o seu candidato for eleito - se puder participar do "clube", melhor ainda! No entanto, não me parece ser um problema só do nosso país - ainda que aqui isso seja quase cultural - e sim da humanidade. Como dizem, não precisamos deixar um mundo melhor para os nossos filhos; precisamos é deixar filhos melhores para o mundo.

Nenhum comentário: